Os consumidores brasileiros desembolsaram R$ 16,7 bilhões no ano passado com produtos e serviços para os bichos de estimação, segundo dados divulgados nesta terça-feira (5) pela Abinpet (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação).
 
Isso representa um aumento de 10% em relação a 2013, quando a indústria pet tinha faturado R$ 15,2 bilhões.
 
Os números colocam o Brasil como segundo maior mercado pet do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, que lideram disparados (US$ 30,4 bilhões). Em seguida, aparecem Reino Unido, França, Alemanha e Japão.
 
O mercado pet representa 0,38% de tudo o que é produzido no país, segundo a Abinpet. Isso significa que o setor tem praticamente o mesmo peso no PIB (Produto Interno Bruto) que os eletrodomésticos da linha branca (geladeira, fogão, máquina de lavar e forno micro-ondas).
 
Rações dominam
 
A maior parte dos gastos dos consumidores é com rações e alimentos para os animais de estimação.
 
O faturamento do mercado pet pode ser dividido da seguinte forma, de acordo com a Abinpet:
 

66,9% – pet food (rações e outros tipos de alimentos)
18,8% – serviços (consulta veterinária, banho e tosa, creche, dog walker etc..)
8% – pet care (cama, roupa, coleira, shampoo etc..)
7,3% – produtos veterinários (remédios, vacinas etc..)

·         Os pet shops são responsáveis por metade das vendas de alimentos para cães, estima a entidade.
·         Mercado freia em 2015
·         Por conta da crise econômica no país, a Abinpet estima que o crescimento do setor deva desacelerar neste ano, e espera um crescimento de 8%.
·         A área que deve ser mais afetada são os serviços para os animais de estimação, já que são mais fáceis de cortar do orçamento familiar do que rações, por exemplo.
·          
106,2 milhões de bichinhos
 
A Abinpet estima que haja 106,2 milhões de animais de estimação no Brasil:
 

37,1 milhões de cães;
26,5 milhões de peixes;
21,3 milhões de gatos;
19,1 milhões de aves;
2,17 milhões de outros animais (como roedores e répteis).
 

Com isso, o Brasil aparece como o quarto país do mundo com maior população de pets.
 
Esse número, no entanto, ainda é do ano passado, e a Abinpet afirma que deve divulgar uma pesquisa atualizada em julho deste ano.
 
Fonte: Abinpet