O governo e importadores do México iniciaram contatos com o Brasil sinalizando a intenção de realizar a importação de carne de frango e ovos. No caso do frango, a expectativa é de que o volume some, no total, 300 mil toneladas, a serem fornecidas por exportadores brasileiros e de outros países.
 
"É uma excelente notícia. Já fizemos tentativas de abrir o mercado mexicano, que esbarram na existência de elevadas tarifas de importação e de um acordo de livre comércio do país com os Estados Unidos", explicou o presidente da União Brasileira de Avicultura (Ubabef), Francisco Turra.
 
As primeiras informações são de que o México, onde foram registrados focos de gripe aviária, tem interesse em agilizar todas as negociações e formalidades necessárias para o acordo sanitário com o Brasil. Segundo estimativas da Ubabef, o mercado mexicano pode representar a exportação de aproximadamente US$ 300 milhões somente em carne de frango, tendo por base um preço médio do produto inteiro e em cortes.
 
A entidade realizou contatos com o governo brasileiro pedindo urgência nas negociações. "Nossa sugestão é que o acordo sanitário seja formalizado com base nos padrões que o Brasil cumpre junto a mercados como União Europeia, Japão e Arábia Saudita, que estão entre os mais exigentes do mundo no que diz respeito à segurança alimentar", informou Turra.
 
Fonte: Globo Rural