Uma missão de técnicos dos Estados Unidos deverá vir ao Brasil em novembro para realizar inspeções, como parte do processo para a abertura do mercado norte-americano à carne bovina in natura do Brasil, segundo informações divulgadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).
A ministra Kátia Abreu se reuniu com a embaixadora dos EUA no Brasil, Liliana Ayalde, na quarta-feira (28), para tratar da cooperação agropecuária entre os dois países, incluindo o processo de abertura do mercado norte-americano à carne bovina in natura brasileira.
"Estamos avançando muito bem no processo da carne, isto é muito bom”, disse a embaixadora dos EUA, segundo nota do Mapa. 
O processo para a efetiva abertura do mercado dos EUA à carne bovina in natura de 13 estados brasileiros e do Distrito Federal foi iniciado em junho, ainda dependendo da definição de regras para equivalência de inspeção e visitas de técnicos norte-americanos a estabelecimentos no Brasil.
Representantes da indústria de carnes brasileira já afirmaram que não esperam que a venda do produto para os EUA seja iniciada antes do ano que vem.
O Mapa informou ainda que, durante reunião com a embaixadora norte-americana, a ministra defendeu a criação de uma plataforma de gestão agropecuária única entre todos os países da América.
"Avaliamos que as prioridades na área de defesa agropecuária são a análise de risco, a criação dessa plataforma única e a harmonização sanitária e fitossanitária”, disse a ministra. “Somente assim, poderemos ampliar de fato o comércio interamericano.”
 
Fonte: Carnetec