Notícias

Notícias

Notícias ABRA

Proposta da Cadeia de Produtos de Origem Animal e Cadeia da Produção Animal para o Enfrentamento da Pandemia do Coronavírus (COVID-19)

Sob a coordenação da ABRA – Associação Brasileira de Reciclagem Animal, as Cadeias de Produtos de Origem Animal e da Produção Animal elaboraram proposta para o enfrentamento da pandemia do Coronavírus (COVID-19). O documento foi protocolada nesta sexta-feira, 20, junto a Presidência da República, Casa Civil, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Senado, Câmara dos Deputados Federais, Governos Estaduais e Governos Municipais das capitais.

O principal enfoque da proposta está em alertar as autoridades sobre a fundamental necessidade de manutenção das cadeias de alimentos para que permaneça garantida a “Segurança Alimentar” do país. O documento também solicita a garantida da continuidade de fluxos e atividades de trabalho e processos (veja documento na íntegra abaixo).

As entidades ainda reforçam que são solidárias a situação de emergência em saúde pública pela qual o país passa devido a COVID-19 e estão comprometidas no combate a pandemia, seguindo as orientações do Ministério da Saúde.

São signatárias da proposta nove entidades e uma apoiadora:

  1. ABRA – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE RECICLAGEM ANIMAL
  2. ABINPET – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE PRODUTOS PARA ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO
  3. ABIPESCA – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS DE PESCADOS
  4. ABIEC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS EXPORTADORAS DE CARNES
  5. ABRAPES – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FOMENTO AO PESCADO
  6. ABRAFRIGO – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FRIGORÍFICOS
  7. IPB – INTITUTO PET BRASIL
  8. SINDIRAÇÕES – SINDICATO NACIONAL DA INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL
  9. SINCOBESP – SINDICATO NACIONAL DOS COLETORES E BENEFICIADORES DE SUBPRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL

Apoio da ABPA – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PROTEÍNA ANIMAL.

 

Confira o documento da íntegra abaixo ou acesse  áudio aqui.

PROPOSTA DA CADEIA DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL E CADEIA DA PRODUÇÃO ANIMAL PARA ENFRENTAMENTO DA PANDEMIA DO CORONAVÍRUS (COVID-19)

Brasília, 20 de março de 2020.

 

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE RECICLAGEM ANIMAL – ABRA, ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE PRODUTOS PARA ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO – ABINPET, ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS DE PESCADOS – ABIPESCA, ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS EXPORTADORAS DE CARNES – ABIEC, ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FOMENTO AO PESCADO – ABRAPES, ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FRIGORÍFICOS – ABRAFRIGO, INSTITUTO PET BRASIL – IPB, SINDICATO NACIONAL DA INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL – SINDIRAÇÕES, SINDICATO NACIONAL DOS COLETORES E BENEFICIADORES DE SUBPRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL – SINCOBESP, com apoio da ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PROTEÍNA ANIMAL – ABPA, representantes da “Cadeia de Produtos de Origem Animal e Cadeia da Produção Animal”, solidárias e comprometidas com a atual situação de emergência em saúde pública a qual passa nosso país devido a COVID-19, se pronunciam para a redução dos difíceis impactos que os tempos vindouros apontam.

 Ações não bem avaliadas podem impedir o bom funcionamento das “Cadeias” que representamos, o que pode culminar em um quadro de “Insegurança Alimentar”.

Em que pese a importância do controle quanto à disseminação do coronavírus, agente causador da COVID-19, a manutenção da cadeia de alimentos, ou seja, a garantia da “Segurança Alimentar” de um país, vai muito além de uma decisão estratégica: é pilar básico à manutenção da coesão do Estado e necessidade básica do ser humano.

As “Cadeias de Produtos de Origem Animal e de Produção Animal” solicitam apoio dos governantes quanto à manutenção das atividades de todos os elos das nossas “Cadeias”, vez que somos atores importantes e essenciais na garantia da “Segurança Alimentar” da população.

Como são “Cadeias” interligadas, a falta de qualquer um dos elos pode inviabiliza-las como um todo. Neste momento é necessário que as autoridades garantam a manutenção do transporte de: insumos (grãos, vitaminas, medicamentos, farinhas, óleos, aditivos, embalagens, etc.) para a fabricação e distribuição de alimentos para animais (ração) para animais de companhia (cães e gatos) e para cria, recria e engorda dos animais de produção (bovinos, aves, suínos e peixes, dentre outros); de produtos de origem animal (ovos, leite e derivados, carne e derivados, pescados, dentre outros); de animais e seus produtos para o abate; de recebimento de produtos de origem animal importados; de resíduos do abate observando o prazo de 24h para fabricação de farinhas e gorduras  e, por fim, de produtos até o distribuidor/supermercadista para escoar a produção e alimentar os cidadãos e os animais.

Portanto, as entidades da “Cadeia de Produtos de Origem Animal e Cadeia da Produção Animal” aqui representadas, solicitam a garantia de que:

As entidades novamente se colocam como parceiras das autoridades governamentais nesse momento de dificuldades, vez que estão adotando medidas como intensificação dos EPIs e demais insumos que possam mitigar as transmissões e atentas a qualquer sinal para que medidas imediatas sejam tomadas, portanto, rogam à vossas senhorias que atentem às demandas supracitadas.

Proponentes:

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE RECICLAGEM ANIMAL – ABRA

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE PRODUTOS PARA ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO – ABINPET

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS DE PESCADOS – ABIPESCA

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS EXPORTADORAS DE CARNES – ABIEC

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FOMENTO AO PESCADO – ABRAPES

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FRIGORÍFICOS – ABRAFRIGO

INTITUTO PET BRASIL – IPB

SINDICATO NACIONAL DA INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL – SINDIRAÇÕES

SINDICATO NACIONAL DOS COLETORES E BENEFICIADORES DE SUBPRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL – SINCOBESP

Apoiadora:

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PROTEÍNA ANIMAL – ABPA

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação ABRA

Fernanda Finkler – Jornalista MTb/RS 12.661