Notícias

Notícias

Notícias ABRA

ABRA divulga o setor de Reciclagem Animal na maior feira de agropecuária do Uruguai 

Começou no dia 09 de setembro (quarta-feira), a 115ª Mostra Internacional de Pecuária e Exposição Internacional Agro Industrial e Comercial, Expo Prado e vai até o dia 20 de setembro. A feira acontece em Montevidéu, no Uruguai. Foi criado um protocolo com aval do Ministério da Saúde Pública do país para possibilitar o acesso aos visitantes com todos os cuidados para prevenir a Covid-19.

 A ABRA-Associação Brasileira de Reciclagem Animal, por meio do Projeto Setorial Brazilian Renderers, realizado com a Apex-Brasil – Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – em parceria com a Embaixada do Brasil no Uruguai, enviou material promocional sobre o setor de reciclagem. Todo material está disponível para os visitantes no estande da embaixada. Esta é uma feira com mais de um século de história.

SOBRE A APEX-BRASIL – Apex-Brasil atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira.A Agência realiza ações diversificadas de promoção comercial que visam promover as exportações e valorizar os produtos e serviços brasileiros no exterior, como missões prospectivas e comerciais, rodadas de negócios, apoio à participação de empresas brasileiras em grandes feiras internacionais, e visitas de compradores estrangeiros e formadores de opinião para conhecer a estrutura produtiva brasileira, entre outras plataformas de negócios que também têm por objetivo fortalecer a marca Brasil.A Apex-Brasil também atua de forma coordenada com atores públicos e privados para atrair investimentos estrangeiros diretos (IED) ao Brasil, com foco em setores estratégicos para o desenvolvimento da competitividade das empresas brasileiras e do país.

BRAZILIAN RENDERERS – Desde 2012, a ABRA e a Apex-Brasil promovem o Projeto Brazilian Renderers com o objetivo de fomentar as exportações do setor de Reciclagem Animal – farinhas, gorduras, gelatinas e hemoderivados de origem animal.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação ABRA
Marcelo Lara, jornalista – Consultor de Comunicação

Publicado em: 10.09.2020