O Grupo KK já está no mercado há mais de vinte anos e qualidade e pontualidade têm sido as palavras de ordem para garantir a satisfação de seus clientes. A empresa que foi fundada pelo Sr. José Luiz Parella em 1989 está localizada na zona rural em Ibaté, São Paulo. A Reciclagem Animal despertou o interesse em seu filho, Sr. Caio Luiz Parella, que é quem atualmente administra e dirige o grupo juntamente com seu Pai.
 
A indústria produz farinha de carne e ossos e o sebo bovino e conta com a capacidade de produção de mais de 120 toneladas por dia. O compromisso ambiental também é uma marca registrada da empresa que contribui para meio ambiente com a estação de tratamento de efluentes. Conheça melhor a empresa através da entrevista realizada pela Associação Brasileira de Reciclagem Animal – ABRA.
 
ABRA – O grupo KK está no mercado há 24 anos e localizada no estado que tem a maior concentração de indústrias de Reciclagem Animal, Qual é o diferencial que o grupo tem mediante a essa competitividade?
 
Grupo KK – São Paulo realmente concentra um grande número de indústrias que processam os resíduos, são mais de 100 plantas no estado. Por isso, procuramos manter sempre a qualidade e a seguridade dos nossos produtos, atendendo todos os requisitos dos nossos clientes e as exigências das normas sanitárias. A pontualidade e a assiduidade é outro compromisso que assumimos com os nossos compradores.
 
ABRA – Quais são os principais mercados compradores do Grupo KK?
 
Grupo KK – Nós temos dois mercados compradores, as fábricas de rações para aves e também vendemos nossos produtos como ingredientes para a fabricação de Pet Food.
 
ABRA – O que o grupo considera como um desafio para o setor?
 
Grupo KK – O reconhecimento do serviço prestado como reciclagem animal, pois, com a coleta dos resíduos proveniente da comercialização da carne, o setor é tributado pesadamente, ao invés de ser considerado como indústria de reciclagem que dá destinação ambientalmente correta aos resíduos que seriam entregues aos lixões aumentando assim a sobrevida destes aterros, sendo que os incentivos concedidos pelo governo às empresas de reciclagem não são atribuídos ao nosso setor.
 
ABRA – Quais práticas ambientais o grupo adotou para a diminuição da degradação industrial no meio ambiente.
 
Grupo KK – Nós estamos dentro de todos os padrões ambientais. Atualmente a empresa conta com o tratamento de efluentes. Essa é uma prática sustentável em que podemos fazer o reuso da água utilizada no processo industrial, evitando que milhares de litros desse recurso finito sejam tirados da natureza. Também uma ótima alternativa para economia já que esta água pode ter o reuso em caldeiras e outras necessidades que venham surgir na indústria, além do plantio do eucalipto para seu próprio consumo promovendo a renovação da matéria prima.
 
ABRA – Como a Reciclagem Animal colabora para o meio ambiente em São Paulo?
 
Grupo KK – A nossa principal atividade é a reciclagem, e como o nome já diz, transformamos um resíduo que poderia ser lançado no meio ambiente em um produto. A Reciclagem Animal para o estado de São Paulo, assim como para qualquer outro estado brasileiro é uma atividade necessária. Os resíduos do abate em especial, passam pelo processo de decomposição mais rápido do que outros tipos de resíduos. Outro ponto que devemos considerar é o grande volume desses resíduos que são gerados diariamente, imagine se não existisse o nosso ramo? Teríamos que conviver com o mau cheiro e com a proliferação de ratos, urubus, entre outros animais que se alimentam dessas carcaças, com certeza estaríamos mais vulneráveis a contaminação.
 
ABRA – Qual a importância da ABRA para a sua empresa?
A ABRA é principal porta para informação de nosso setor no Brasil. A entidade proporciona vários benefícios para o setor, é um entidade que representa o setor perante o governo e que com certeza nos trouxe mais reconhecimento e chamou atenção para o nosso setor pelas entidades governamentais que nos regulamentam.
 
 Hoje a associação está na mídia, divulgando os seus associados e realizando várias atividades para o desenvolvimento do setor. Isso sem dúvida traz retorno para as nossas empresas.
 
 
Nota de falecimento
É com pesar que a Associação Brasileira de Reciclagem Animal – ABRA informa o falecimento do Sr. Donizetti Lucas, colaborador do grupo KK, no dia 29 de julho de 2013.
O Sr. Donizetti fez parte do grupo por dez anos, auxiliando nas atividades realizadas na indústria.
A Associação Brasileira de Reciclagem Animal, em nome de todos os seus colaboradores, apresenta condolências aos familiares e amigos.
 
Fonte: Revista Graxaria Brasileira – Ano 5 – Edição 34 – Páginas 06 e 07.