As exportações de couros e peles somaram, em agosto, US$ 169 milhões. O valor representa uma redução de 36,6% em relação ao mesmo mês do ano passado, quando foram exportados US$ 266,6 milhões. Em relação a julho, também foi registrada queda: de 8,2% (US$ 184,2 milhões).
A soma exportada é a menor dos últimos anos, só não é pior que a de janeiro de 2013, quando as remessas de couro para o exterior resumiram-se a US$ 164,9 milhões.Nos primeiros oito meses de 2015 o valor ficou 19,4% menor em comparação ao mesmo período de 2014. De janeiro a agosto, vendeu-se para o mercado estrangeiro um total de US$ 1.595,7 bilhão em couros e peles.
Pelo menos nas Feiras os negócios estão se mantendo. o Brasil registrou negócios de  150 milhões de dólares em  uma das mais importantes feiras coureiras do mundo,em Xangai,na China. O evento deste ano, reuniu mais de  1200 expositores, 23 deles brasileiros. Segundo o Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil, apesar da postura cautelosa de muitos compradores, os empresários do Brasil garantem ter feito um bom número de contatos durante a Feira Chinesa.
Fonte: Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil