Skip to main content

Segundo levantamento da Scot Consultoria, nesta quinta-feira (15/6), apesar da pressão baixista continuar, a referência para o boi gordo está em R$93,00/@, à vista, e R$94,00/@, a prazo, ambos livres de imposto.

Boa parte dos frigoríficos de São Paulo conseguiu se abastecer com boiadas nos últimos dias, e as programações atendiam, em média, cinco dias.

Por outro lado, existiam indústrias menores com escalas enxutas, de até dois dias, e ofertas de balcão de R$94,00/@, à vista.

A seca perdura no Oeste da Bahia e os relatos são de oferta mais curta de animais terminados.

Situação oposta ocorre em Rondônia, onde a melhora na oferta de boiadas fez com que os preços recuassem.

No mercado atacadista de carne com osso, as cotações ficaram estáveis. A tendência com a entrada da terceira semana do mês é que as vendas sejam mais calmas.

Fonte: Scot Consultoria/Beefworld