Na última sexta-feira (25), A Associação Brasileira de Reciclagem Animal – ABRA, se reuniu com representantes do SEBRAE, Sr. Helbert Danilo Freitas de Sá e do CNA, Sr.Felipe Alvarenga, Assessor Técnico para discutir uma possível parceria de trabalho em   pequenos abatedouros municipais que estarão sendo implantados e que ainda não tem solução para o aproveitamento dos produtos não comestíveis, (ossos, vísceras, sangues e outros) por exemplo.
O objetivo dessa parceria é o aproveitamento destes produtos não comestíveis, evitando que os mesmos sejam descartados em aterros sanitários gerando um problema ambiental, além de desperdício de uma matéria prima tão valiosa para a   fabricação de novos produtos como farinhas e gorduras.
Segundo o coordenador nacional de projetos de caprinovinocultura do SEBRAE, Sr. Helbert Danilo Freitas de Sá, a maioria dos pequenos abatedouros não vê uma solução para esses produtos e por isso acabam jogando-os fora de forma Incorreta. Helbert ainda considera que a parceria entre as entidades poderia resolver o problema. “Um dos problemas que eu vejo na gestão hoje é que todas as ações são exclusivas para a produção do animal. Não se pensa além disso. Então eu vi que a parceria pode ser bem interessantes  em duas pontas do problema, tanto como fornecedores de insumos para o setor, tanto em capacitar  os produtores na forma do aproveitamento dessa matéria prima " Diz.
A ABRA entrará com um projeto de capacitação para os profissionais que trabalham com esse tipo de produto para o melhor manuseio e geração de matéria prima de boa qualidade para as indústrias de reciclagem animal como explica a gestora da ABRA, Sra. Cátia Macedo. “A indústria de reciclagem animal vem como uma solução. Hoje, o produto que não é aproveitado, vai para o meio ambiente gerando contaminação, sendo que ao mesmo tempo é um produto de excelente geração de renda”.
O próximo passo para elaborar um projeto com a parceria será visitas realizadas em algumas indústrias de reciclagem animal pelas três entidades para que seja estudado as  melhores práticas de produção para melhor fortalecimento da indústria.