Skip to main content

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis realizou uma audiência pública por videoconferência no dia 17/09(quinta-feira). A consulta pública foi sobre a minuta de resolução que versa sobre especificação do “Diesel Verde”.

A audiência foi presidida pelo superintendente de Biocombustíveis e Qualidade de Produtos da ANP, Carlos Orlando Henrique da Silva – com a participação de órgãos de governo, da indústria e universidades. Foram enviadas mais de 200 contribuições no período de consulta. A audiência teve 30 apresentações com expositores inscritos previamente. Entre os expositores a participação da ABRA- Associação Brasileira de Reciclagem Animal.

A audiência teve a presença do presidente do Conselho Diretivo Pedro Bittar e associados interessados no tema.

O presidente Executivo da abra, Decio Coutinho apresentou o setor, fez considerações e passou para o Coordenador Técnico da ABRA, Lucas Cypriano para a apresentação sobre o posicionamento da entidade. A associação concorda com a definição de “diesel verde” que é completamente diferente do biodiesel na composição química e que não cabe a ANP regulamentar política pública neste sentido. Também ficou clara a preocupação do setor com o risco de concentração do mercado comprador de fontes de gordura e óleos. A principal crítica foi em cima da análise de impacto regulatório que não considerou todos agentes econômicos envolvidos no processo, não cita e nem avalia a participação da associação dos coletores de óleo de cozinha que responde por cerca de 2 por cento da matéria prima para biodiesel e muito menos dos fabricantes de gordura animal que respondem por 15 por cento deste mercado.

A audiência durou cerca de 8 horas.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação ABRA
Marcelo Lara, jornalista – Consultor de Comunicação

Publicado em: 22.09.2020