Skip to main content

A ABRA realizou reunião com seus associados, no dia 2, em que tratou sobre os Ofícios-Circulares 43/DIPOA – Portaria Conjunta 19/ME/MS/MAPA de 18/06/2020; e 44/DIPOA – Portaria Conjunta 20/ME/MS de 18/06/2020 do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal – DIPOA, da Secretaria de Saúde Animal (SDA), do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA).

O primeiro estabelece as medidas a serem observadas visando à prevenção, controle e mitigação dos riscos de transmissão da COVID-19 nas atividades desenvolvidas na indústria de abate e processamento de carnes e derivados destinados ao consumo humano e laticínios. A segunda, no mesmo sentido, estabelece as medidas a serem observadas visando à prevenção, controle e mitigação dos riscos de transmissão da COVID-19 nos ambientes de trabalho (orientações gerais).

Durante a reunião foram levantadas algumas dúvidas. A principal preocupação dos associados é de que as informações prestadas sem um padrão definido, possam acarretar interpretação equivocada pelos órgãos ou autoridades que tiverem acesso a elas.

Como encaminhamento, ficou acordado o envio de ofício, pela ABRA, ao MAPA solicitando alguns esclarecimentos. Ao final, os associados entenderam ser pertinente sugerir ao DIPOA que para solucionar a preocupação citada, seja criado um formulário eletrônico padrão e um tutorial para que as empresas possam realizar o preenchimento padronizado das informações listadas.

A ABRA protocolou o documento ao DIPOA no dia 6 de julho, com cópia para a SDA e para a Ministra Tereza Cristina.

Confira o documento na íntegra com o número SEI aqui.

Fonte: Assessoria de Comunicação ABRA

Fernanda Finkler, Jornalista MTB-RS 12.661

Publicado em: 09/07/2020