A Associação Brasileira de Reciclagem Animal – ABRA firmou na última semana o convênio com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos. Os investimentos do convênio serão para o Programa Brasileiro para a Expansão das Exportações de Farinhas e Gorduras de Origem Animal elaborado pela ABRA.
 
O Programa vem para suprir as necessidades identificadas no I Diagnóstico da Indústria Brasileira de Reciclagem Animal elaborado pela ABRA, onde aponta um baixo volume da produção nacional das farinhas e gorduras de origem animal – FGOA que são exportados.
 
Com o objetivo de aumentar o número de indústrias de Reciclagem Animal no mercado externo, promovendo a diversificação dos mercados, e ainda intensificar o marketing internacional para as indústrias brasileiras e intensificar a articulação interna.
 
Poderão ser beneficiados pelo programa pequenas, médias e grandes indústrias de Reciclagem Animal. Essas indústrias terão a divulgação de sua marca e seus produtos em feiras internacionais de grande relevância para o setor.

 
Para a gestora da ABRA Sra. Catia Macedo, o Programa Brasileiro para a Expansão das Exportações de Farinhas e Gorduras de Origem Animal da ABRA integrará o mercado nacional “O Brasil ainda tem pouca visibilidade no mercado externo dos produtos de Reciclagem Animal. Esse programa vem para aumentar as exportações desses produtos para o mercado externo, alavancando a economia das indústrias de Reciclagem Animal e mostrando o nosso potencial e qualidade para outros países” afirma.
 
As metas são de ter 30 empresas participando do projeto no primeiro ano, aumentar o nível exportado que em 2010 era de 1,73% da produção nacional para 6% em 2013.