A Associação Brasileira de Reciclagem Animal – ABRA foi convidada pelo Ministério da Pesca e Aquicultura para a cerimônia de lançamento do Plano Safra da Pesca e Aquicultura. O evento aconteceu no Palácio do Planalto com a presença da presidente Sra. Dilma Rousseff, o ministro da pesca, Sr. Marcelo Crivela, o ministro da saúde, Sr. Alexandre Padilha, o presidente da Câmara dos Deputados, Sr. Marco Maia e o presidente da Petrobras Biocombustível, Sr.Miguel Rossetto, a Sra Gleisi Hoffmann, ministra da Casa Civil .  Faltam as autoridades como a Ministra da Casa Civil e Ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas.
 
 O plano prevê investimentos de 4,1 bilhões de reais para a modernização da pesca e o fortalecimento da indústria e do comércio pesqueiro. A meta é produzir 2 milhões de toneladas anuais até 2014 e beneficiar mais de 330 mil famílias.
 
A presidente da República disse que a intenção é tornar a atividade pesqueira central para o país e que com o Plano o Brasil se tornará em um grande potencial para que a pesca e aquicultura sejam mais lucrativa e competitiva. “Agora é hora de o país transformar seu potencial em atividades sociais e econômicas” considerou.
 
Segundo a presidente, O Brasil tem mais de oito mil quilômetros de costa marítima, 12% da reserva mundial de água doce e um mar interno feito de reservatórios e açudes em praticamente todas as nossas bacias hidrográficas.
 
Durante o evento também foram assinados um memorando para ampliar programas de pesquisa e produção de biodiesel através dos resíduos do pescado. Os resíduos do pescado também são processados pela Indústria de Reciclagem Animal para a produção de farinhas e óleo de peixes. 
 
RECICLAGEM ANIMAL
 
As farinhas e o óleo de peixe são produtos de grande valor nutricional e utilizados na produção de rações para animais. De acordo com o I Diagnóstico da Indústria Brasileira de Reciclagem animal lançado pela ABRA, em 2010 foram produzidos de 28 mil toneladas de farinha de peixes e 8 mil toneladas de óleo de peixes. “Este números mostra o quão pouco é explorado o segmento de peixes e o Plano Safra é para a Reciclagem Animal uma grande oportunidade para a expansão da reciclagem dos resíduos de pescado. A nossa indústria já é bem definida nos segmentos de bovinos, aves e suínos, e agora é a vez do peixe”,  afirma o Vice Presidente da ABRA Sr. Roger Matias.
 
Já o Sr. Robinson Huyer, Vice Presidente da ABRA disse que é um momento oportuno para que o setor invista na reciclagem de resíduos da pesca. “É o momento para investir na reciclagem de resíduos da pesca para ampliar a produção de farinhas e gordura de peixes. O Brasil é um país rico em água e com grande potencial de pescados, então nós como membros da ABRA apoiamos essa iniciativa para que se desenvolva ainda mais a reciclagem dos resíduos do pescado, fortalecendo mais o nosso setor”.
 
Em agosto a ABRA se reuniu com o Ministério para discutir a destinação dos resíduos do pescado De acordo com o MPA, o Brasil captura anualmente 1,2 milhões de toneladas de pescados. Segundo o Sr. Rodrigo Claudino, coordenador geral, 30% desse volume não é aproveitado para o consumo humano. Ou seja, um grande volume de pescado é descartado pelas embarcações ainda em água, ou quando chegam em terra.
 
A ABRA propôs que seja elaborado um estudo de viabilidade econômica para o processamento desse produto, visando garantir a entrega dessa matéria-prima em boas condições para as Indústrias de Reciclagem Animal, gerando divisas aos pescadores e ao país.
 
O chefe de assuntos estratégicos e relações institucionais do MPA, Sr. Luis Alberto de Mendonça Sabanay avaliou como viável uma futura parceria com a ABRA. “Nos componentes novos que surgirem, não teremos problemas de acionar os canais e dentro do sistema colocar e ver o que cabe a nós do poder público produzir para isso se tornar uma política de forma efetiva”. Garantiu o Sr. Sabanay.
 
A ABRA apresentará os dados para o Ministério da Pesca e Aquicultura, por ver como muito importante essa possível parceria entre a entidade e o MPA, reduzindo desperdícios e auxiliando no aumento de renda da atividade pesqueira.
 
Confira as fotos da cerimônia: https://www.abra.ind.br/views/fotosdetalhada.php?id=37