De janeiro a julho, Brasil exportou 291 mil toneladas de carne suína, além de que a expectativa é exportar 600 mil toneladas até dezembro. A Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (ABIPECS) estima também uma reação do mercado interno para este segundo semestre.
 
As vendas de carne suína para a Rússia aumentaram 13,04% em volume (13.400 t), em julho, e 26,86% em valor (US$ 38,87 milhões), em relação a igual intervalo de 2012.
 
Adicionalmente, vendas para a Ucrânia aumentaram quase 20% em julho, quando comparadas com igual período do ano passado, sendo que esse resultado se deveu ao embargo ucraniano no primeiro semestre do ano.
 
Da mesma forma Hong Kong comprou mais, um aumento de 26,29% na comparação com o mesmo intervalo de 2012. Já com relação a Argentina, os embarques tiveram retração de 56,67% ante julho de 2012.
 
Saiba quais os principais destinos em Julho e em 2013:
1º Rússia – 13.400 toneladas – (26,57% de participação)
2º Hong Kong – 11.537 t – 22,87%
3º Ucrânia – 8.714 t – 17,28%
4º Angola – 3.894 t – 7,72%
5º Cingapura – 3.109 t – 6,16%
Em 2013:
1º Rússia – 82.455 toneladas – 28,34%
2º Hong Kong – 72.385 t – 24,88%
3º Ucrânia – 34.099 t – 11,72%
4º Angola – 22.674 t – 7,79%
5º Cingapura – 16.487 t – 5,67%
Fonte: ABIPECS, resumida e adaptada pela Equipe BeefPoint.