Em boletim enviado à imprensa na quarta-feira (19), a Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) divulgou os resultados de pesquisa que considera inédita para a cadeia produtiva suinícola, realizada pela Kantar Worldpanel com apoio do Sebrae

Segundo a pesquisa, 3 em cada 4 lares no Brasil consomem carne suína. Em números, isso significa que a carne suína chega a mais de 40 milhões de casas, com 75% de penetração na cesta de compras dos consumidores. São mais de 430 milhões de toneladas de carne consumidas ao ano, com um retorno de R$ 5,9 bilhões direto do consumidor. Para a ABCS, esse retrato revela que a suinocultura está no caminho certo, mas que também há muito o que fazer. “A carne suína tem o melhor potencial em relação a seus produtos concorrentes, as outras proteínas. A penetração do produto suíno chega a 75,8% dos lares contra 97,7% do frango, por exemplo. Isso mostra uma excelente oportunidade para a cadeia produtiva suinícola”, apontou o comunicado. Outro ponto de destaque da pesquisa foi a frequência anual de compra de carne suína dos consumidores. Em média, os clientes finais compram a proteína 7,5 vezes ao ano, enquanto em relação ao frango o indicador chega a 17. Além disso, a sazonalidade é outra “grande janela”, já que o consumo é menor nos meses de janeiro, fevereiro, setembro, outubro e novembro. Também foram destacadas oportunidades quanto aos tipos de corte (o lombo, por exemplo, chega a apenas 14,6% dos lares), regionalidades (no Norte e Nordeste, 32% da população não consome carne suína) e faixa etária (mais de 75% dos jovens até 29 anos compram carne suína, menos que a média nacional), entre outras.

Fonte: CARNETEC