Skip to main content

Principal produtor de frango no Brasil, o Paraná abateu 893,8 milhões de aves nos frigoríficos do Estado no primeiro semestre, crescimento de 11,6% na comparação com os 800,7 milhões de animais abatidos no mesmo período do ano passado, de acordo com o Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar).
De acordo com a projeção do Sindiavipar, os abates de aves no Paraná devem fechar 2016 com um aumento de 5% a 8%, o que implica uma forte redução da produção de aves no segundo semestre. De fato, as indicações no mercado eram de redução da produção de frangos.
Desde junho, as indústrias de frango vêm reduzindo a produção — seja a partir do fechamento de abatedouros ou por meio da concessão de férias coletivas — para amenizar o impacto negativo dos preços dos grãos (milho e farelo de soja) que compõem a ração. Embarques cresceram 17% no 1o semestre. 
As exportações paranaenses de carne de aves (de frango, principalmente) totalizaram 810,4 mil toneladas no primeiro semestre, crescimento de 17% na comparação com as 692,7 mil toneladas exportadas no mesmo período do ano passado, de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pela Sindiavipar.
Em receita, os embarques de carne de aves renderam US$ 1,15 bilhão entre janeiro e junho. Principal produtor de carne de frango do país, o Paraná lidera as exportações de carnes de aves, com 35,6% do total.
“Estamos diante de mais um ano desafiador para a indústria avícola paranaense, mas com competência e planejamento adequados conseguimos encerrar o semestre com números expressivos”, destacou o presidente do Sindiaviar, Domingos Martins, em nota.
FONTE JORNAL O VALOR